wtf2016?! [sem maquilhagem]

Às vezes a vida prega-nos partidas, não estamos à espera porque pensamos sempre que há coisas que só acontecem aos outros.

Um dia, o outro somos nós.

Pode parecer um post negativo, este que escrevo hoje, mas não é. É um post de reflexão, num momento em que ando um pouco silenciosa e em que a ausência de explicações explica o que não tem explicação. Escrevo sem maquilhagem, num mês em que todos nos mascaramos um bocadinho, para estarmos de acordo com as festas.

Aproxima-se o final de mais um ano, e sei que ainda é cedo para escrever o balanço de 2016; primeiro vem o natal e blablabla.

Mas como disse alguém um dia, as regras são para serem quebradas, e como não sei se escreverei sobre o Natal este ano, resolvi adiantar-me. Será pelo sol de Barcelona, ou por qualquer outro motivo, mas este ano o espirito natalicio não chegou cá a casa. E eu que adoro esta época: família reunida, casa cheia, mesa farta, abraços e gargalhadas e reencontros com aqueles, de quem normalmente estou longe. Enfim, pode ser que até dia 24 ainda chegue!

Em Janeiro escreveu-me um amigo de Taiwan, a felicitar-me porque este era o Ano do Macaco, o meu ano; o ano das pessoas que nasceram em 1980. Por mais que não acredite nestas coisas dos horóscopos… já sabem o que diz o povo: eu não acredito em bruxas, mas que as há, isso há!!

Então, até ao final quis acreditar que este era realmente o meu ano. Mesmo que tenha sido um ano tão duro para todo o mundo; tantos bons que se foram, tantos maus que aqui continuam, guerras que não têm fim, eleições com resultados absurdos, e todos os males dos quais nem falamos por fazerem já parte do quotidiano das noticias.

Sou normalmente uma pessoa positiva e assim continuarei a ser, mas é verdade que 2016 foi, como diriam os meus amigos brasileiros, um ano “filho da puta”.

Para mim foi o ano de “morrer na praia”, muitas desilusões; projetos que demoram demasiado tempo a concretizar-se; conversas, reuniões e propostas que não deram em nada; sonhos que não se realizaram e planos que continuam no papel.

2016 foi o ano em que pensei que muita coisa ia mudar, mas afinal não mudou. Ou sim, talvez algo tenha mudado…

Mas como o mundo pula e avança, com ou sem mudanças há que seguir em frente. Não tenho nenhum pedido especial para 2017, seguramente será melhor que este ano que agora acaba.

E se quando tocarem as 12 badaladas no dia 31, eu tiver que pedir algo para mim e para os meus… pois será muita saúde e viagens com fartura.

Para o mundo, ufff… não sei se as minhas 12 passas chegarão para acabar com as desigualdades, o sexismo, pôr fim às guerras, à pobreza, aos problemas ambientais, etc etc etc.

Mas se depender de mim, 2017 será sem dúvida, um ano muitíssimo melhor que 2016!

Boas Festas!

*sem maquilhagem, mas com um novo corte de cabelo!😉

3 thoughts on “wtf2016?! [sem maquilhagem]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s