Um casamento Napolitano

Em 2010 conheci a Carolina, uma artista napolitana que estava em Barcelona para provar, experimentar e descobrir a cidade, a cultura, a arte e principalmente a ela mesma…
Vivemos juntas uns meses inesquecíveis, até que ela voltou para Nápoles e eu continuei a minha vida aqui. Todos os anos nos reencontramos, ela vem a Barcelona matar saudades, de preferência em Junho, para aproveitar e dançar no Festival Sonar.
Nesta última visita disse-me que ia casar, com o Giuseppe, um advogado napolitano, de sorriso franco e abraço forte, que já nos tinha apresentado há dois anos atrás.

E assim, sem esperar, estávamos convidados para mais um casamento, desta vez em Nápoles.
Este ano foi o segundo casamento a que fui, de amigos que, com muita pena, não convidei para o meu. (Faz-me pensar… infelizmente não convidei todas as pessoas que gostaria quando me casei. Foi uma decisão pensada e tomada em consciência, tinha que ser um número reduzido de pessoas e tivemos que selecionar…).
Mas fico contente, porque sei que quando a amizade é verdadeira, a vida e as escolhas fluem livremente e não há cobranças nem pressões.

Enfim.. e por isso, lá fomos nós passar 4 dias ao sul de Itália!!

Itália é um daqueles países pelo qual é difícil não se apaixonar; tanta história, tanta cultura, tanta diferença entre as zonas; as pizzas, as pastas, o queijo, o vinho, a alegria, falar com as mãos, montanha, praia…enfim… Itália é um grande país, muito completo e por mais vezes que vá, volto sempre a gostar ainda mais.

Foi a primeira vez que visitei uma cidade do sul, e posso dizer que voltei deslumbrada com Nápoles. Uma cidade aos pés de um impressionante vulcão, com um mar aberto, edifícios imponentes misturados com bairros típicos feitos de ruelas e becos.

Nápoles tem algo parecido a Lisboa, as roupas estendidas na rua, aquele ar descuidado, mas com muito encanto, uma luz especial. Os napolitanos são alegres, sorridentes, carinhosos e atentos. Senti-me em casa e com muita vontade de ficar mais tempo, mas como a prioridade era o casamento, ficou muito por ver.

O casamento foi mais a sul, em Cala d’Arconte, a duas horas e meia de comboio de Nápoles, na província de Salerno, na região de Campania.
Escondido numa encosta virada para o mar, os pais da minha amiga Carolina têm um hotel; difícil de descrever em palavras o quão bonito é esse lugar, é o verdadeiro paraíso. Ali foi o casamento; reservado totalmente para os convidados e para a festa, num ambiente de natureza extrema, numa praia vazia, com uma água tépida e transparente, num tardio verão mediterrâneo.

Tudo estava organizado ao mais mínimo detalhe, simples mas com elegância e com muito bom gosto. Fomos recebidos com muito carinho no dia anterior ao casamento; foi-nos dada a chave da casinha onde ficaríamos a dormir duas noites na montanha virada para o mar; jantámos uma pasta deliciosa e partilhámos uma divertida noite com os amigos dos noivos.

No sábado do casamento, houve primeiro um aperitivo na zona comum do hotel, e depois descemos todos até à praia, onde foi a cerimónia e o almoço. Durante todo o casamento e almoço, houve um grupo típico napolitano a tocar ao vivo; a tradição diz que enquanto se come também se dança, por isso, no intervalo de cada prato, lá íamos nós todos dançar ao som do acordeão e da pandeireta.
Em relação à comida nem vale a pena fazer comentários, se nos restaurantes em Itália normalmente já se come bem; é fácil imaginar como foi comer os melhores produtos regionais num casamento típico napolitano. Foi o verdadeiro manjar dos deuses!!

Quando a noite começou a cair, subimos novamente a serra até à zona comum, onde já estava montado um palco. Aí dançámos durante mais de 2 horas, ao som da banda BroncoRotto (que tocou no Rototom). Uma banda de reggae napolitana, composta por amigos do noivo; com muito ritmo e uma energia brutal. Assistir a um concerto de reggae ao vivo, num casamento em pleno sul de Itália, fez com que esta experiencia napolitana fosse ainda mais inesquecível. A festa entrou pela madrugada fora, com um DJ que fez as delicias dos amantes de musica eletrónica.

Não é segredo que adoro casamentos, partilhar momentos felizes com as pessoas que nos são queridas, é um privilegio e uma sorte. O casamento da Carol e do Giuseppe foi sem dúvida uma daquelas experiencias únicas, que nos fazem sorrir cada vez que nos lembramos como foi maravilhosa a nossa primeira visita ao sul de Itália.

Nápoles passou a ser uma das minhas cidades preferidas na Europa, e a minha preferida de Itália (até agora), mas sei que ainda há muito por ver e por isso queremos voltar assim que possível.

Ficámos com muita vontade de levar a nossa campervan a passear para aqueles lados…

6 thoughts on “Um casamento Napolitano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s