Emigrantes no País dos Lagos

No verão de ’97 fiz uma viagem de furgoneta até à Suiça. Foi uma viagem memorável e a minha primeira viagem longa, pela estrada fora, com amigos. Espanha e França já não eram desconhecidas para mim, mas a Suiça foi a primeira vez e confesso que nao adorei. Pareceu-me demasiado organizado, limpo e extremamente caro. 

Mas com 17 anos sabemos muito pouco da vida e este fim de semana tive a oportunidade de rever este lindíssimo país, 19 anos depois, com outros olhos e muitas viagens na bagagem. 

É um país com uma beleza natural impressionante; grandes montanhas, lagos intermináveis e águas cristalinas. Os Suíços, apesar de geograficamente estarem no centro da Europa, são como um povo nórdico, reservado e pouco expontâneo, mas simpático e de trato fácil.

Mantenho a minha opinião sobre ser um país caríssimo, onde tudo se paga – e muito; e onde às vezes parece que o facto de se poder ganhar muito dinheiro, inverte as prioridades e corrompe os valores das pessoas. 

A comunidade portuguesa é gigante e apesar de alguns me terem dito que não, penso que a maioria dos emigrantes na Suiça são completamente diferentes dos portugueses que emigraram para Barcelona. 

Pareceu-me que os muitos francos que ganham e que lhes permite fazer mil e uma coisas, os enchem de ilusões e os fazem perder a noção da realidade, ganhando a entristecedora petulância de se acharem superiores e mais civilizados que outros emigrantes. Ou há também o outro lado; o do “tuga” que se fecha no seu gueto, que vai à associação jogar cartas e beber cervejas, e que a única coisa que faz é juntar dinheiro para o Audi e para a casa na terra.

Realidades tão diferentes, mas ambas incompreensíveis aos meus olhos.

Um país onde, por exemplo, é obrigatório ter seguro de saúde e esta se paga a peso de ouro, onde os vizinhos avisam a policia ao mínimo ruído, onde se multam as pessoas se não usam os sacos de lixo estipulados, onde se controla rigorosamente tudo e onde principalmente as relações humanas são frias e os contactos programados; é na minha opinião, um país no mínimo estranho.  

De qualquer forma, e apesar de ter visto uma realidade com a qual não me identifico, gostei muito desta viagem e penso que não esperarei novamente 19 anos para voltar à Suiça. Revi pessoas queridas que não via há vários anos e fui recebida por uma prima com quem tenho cada vez mais contacto e que felizmente não se enquadra em nenhuma das categorias de emigrante que referi anteriormente. Uma pessoa cheia de vida, cheia de amor e com uma energia luminosa e contagiante, que nos recebeu de braços abertos e nos mostrou como se pode viver num país tão frio, sem se deixar corromper pelos muitos dias chuvosos e sim manter um coração generoso e uma atitude sempre positiva. 

Obrigada Z+Y!! 

Nota: Felizmente há sempre excepções, como em tudo na vida! Os exemplos que dou dos emigrantes na Suiça fazem parte de uma visão geral, sem nenhuma intenção de generalizar. 😉

Anúncios

6 thoughts on “Emigrantes no País dos Lagos

  1. Olá. Não há viagens iguais. Principalmente as de pouca duração essas são sobretudo viagens de reencontros afectivos.partilho a tua visão da Suíça MAS como em tudo há excepções. Bj e bom regresso a vossa casa.

    Liked by 1 person

    • Bom dia Angola!! Sem duvida e felizmente há excepçoes! 😊Reencontros afectivos, laços que nunca se vão quebrar, longos abraços, saudades diminuidas e promessas de reencontros em breve… esta curta viagem encheu-me o coração! Beijinhos

      Gostar

  2. Como sempre pertinente ;). Agora sobre o artigo, se há regras que passei a valorizar depois de uma incursão por um país deste este estilo também admito que há algumas com as quais não concordo. A ponto de voltar a imergir-me nestas culturas ditas nórdicas forçaste-me a uma retrospectiva do bom/mau VS social/individuo. É um equilíbrio difícil que ainda não vi devidamente balanceado em nenhum dos países onde vivi. Estou expectante pela próxima aventura. Depois trocamos cromos 😀

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s