A acabar Novembro…

Afinal este mês passou a voar e não fiz metade do que queria ter feito aqui no Blog…

Entre a mudança, desencaixotar, voltar a arrumar; adaptarmo-nos a uma nova zona, descobrir o bairro, organizar a rotina; trabalhar 8 horas por dia, uma valente queda de skate, uma crise alérgica daquelas do antigamente; aulas de costura, 3 amigos de visita ao longo deste mês (de Copenhaga, Genebra e Lisboa), a mudança de casa da minha irmã; e novos projetos e ideias que começam a ser escritos no papel; não tive tempo para quase nada… mas no fundo sei que fiz muitíssimas coisas em Novembro.

Uma delas foi publicada aqui na semana passada: SLOWER

Em breve começará Dezembro, que também promete ser bastante animado com as festas natalícias, os jantares de grupo, duas viagens e mais uma visita de amigos em casa, desta vez diretamente de Hamburgo.

Dentro de uma semana viajamos para o centro/leste da Europa, zona que tinha pendente no meu mapa-mundo. Uns chamam-lhe férias de inverno, outros chamam feriados e pontes de Dezembro, e eu chamo: aproveitar o pouco tempo livre para descobrir mais um país. Neste caso três: Hungría, Áustria e Republica-Checa.

A ideia desta viagem surgiu em Março/Abril, quando tive que pensar numa prenda de aniversário para o H., em Maio. Com antecedência e a devida investigação, consegui encontrar voos ida-volta por menos de 150eur para 2 pessoas; foi impossível resistir.

E agora lá vamos nós novamente com as mochilas às costas; uma semana, dois aviões, dois comboios, três países, três capitais; e uma grande curiosidade para conhecer esta parte da Europa.

Neste momento estou na fase da organização da viagem, ler recomendações, ver fotografias, procurar restaurantes e receber dos amigos aquelas dicas imperdíveis.

Há já alguns anos que não faço algo assim, numa única viagem visitar vários países, na Europa. Ultimamente temos viajado para uma cidade específica, e às vezes apanhamos um comboio ou alugamos um carro ou mota para nos deslocarmos para fora da cidade.

Viagens que cruzam fronteiras estamos habituados a fazer na Asia, e foi esse continente que me ensinou como organizar percursos, avaliar destinos e rotas, escolher meios de transporte e identificar a melhor forma de otimizar o tempo em sociedades desconhecidas e cidades exóticas.

Na Europa tudo é diferente! Tudo está organizado, os transportes funcionam, o ritmo é acelerado e os preços são muitíssimo mais caros. Este inverno voltamos a fazer férias no velho continente, e confesso que estou mais feliz do que uma perdiz!!

Quando voltar conto tudo!

2 opiniões sobre “A acabar Novembro…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s