Línguas de Veado – “desejos” de grávida

Não posso dizer que a gravidez me cai como uma luva, ‘lo siento’, mas isto de estar em estado de graça, não tem praticamente graça nenhuma.

As mudanças são tantas e tão flagrantes que se não assustam, pelo menos incomodam.

Depois de um primeiro trimestre com vómitos e incontinência (literalmente ao mesmo tempo), poderia pensar que agora veio a bonança…

Mas nem por isso… estou obviamente muito melhor, depois de ter recuperado o control da minha bexiga e de poder andar na rua sem vomitar ao primeiro cheiro de perfume. Aguento acordada depois das 18h e até já voltei a ver pessoas e combinar coisas com os amigos. Uau!! 🙄

No entanto, esta segunda fase também trás água no bico: uma barriga em acelerado crescimento com a qual há que aprender a dormir, as mil idas ao wc de madrugada, a constante acidez, o cansaço, o incontrolável sono a meio do dia e a ausência do mesmo a meio da noite.

Mas nem tudo é mau, começaram finalmente a dar-me o lugar no bus e a passagem nas filas do supermercado. A população em geral olha para a minha barriga, com um olhar ternurento de aprovação e empatía.

Que curioso é o ser humano, ao ver a perpetuação da sua espécie! 😝

Hoje escrevo sobre a alimentação neste estado interessante em que me encontro.

Sou uma pessoa de legumes, leguminosas, vegetais, muito verde e muita cor no mesmo prato. Algum peixe, cereais e pouca batata, sabores aromáticos e comidas do mundo. Pouco pão, pouca carne, há 7 anos sem leite, gulosa qb mas apaixonada por gelados. Viciada nos meus batidos matinais com fruta e aveia e a minha água com limão em jejum.

Mas agora mesmo, mal me reconheço: voltei a beber leite (porque tenho mesmo muita vontade), como bifes de vaca pelo menos uma vez por semana 😳; pão: como se o mundo fosse acabar amanhã; zero vontade de comer doces e os meus queridos verdes já não são a minha iguaria preferida.

Lamentavelmente toda a minha teoria sobre uma alimentação saudável na gravidez foi por água a baixo. Espero voltar a ser eu, depois desta criança, (provavelmente um futuro carnívoro 🙈), nascer.

Na verdade o propósito deste post é partilhar uma receita, porque dos poucos doces que tenho vontade de comer, este está no top da lista.

Não acho que ande a ter nenhum desejo específico, nem tenha entrado naquela rotina de querer comer desesperadamente alguma coisa descabida. Mas a verdade é que reconheço bastantes mudanças nos meus hábitos alimentares e o pior é que não gosto de nenhuma… 🤷🏻‍♀️

Deixo-vos a receita de Línguas de Veado, que na impossibilidade de comprar aqui em qualquer supermercado, resolvi começar a fazer em casa. A receita é da minha mãe e aviso já que não é muito doce. As minhas não ficaram tão bonitas como as do Pingo Doce, mas estão igualmente crocantes e apetitosas.

Não dá trabalho nenhum, rápido e fácil, que é exactamente tudo o que uma grávida pode desejar quando quer muito comer alguma coisa.

Línguas de Veado

– 150g de farinha sem fermento

– 120g de açúcar

– 2 ovos

– 50g de manteiga

– raspa de 1 limão

Bate-se bem o açúcar com a manteiga derretida, depois junta-se os restantes ingredientes e bate-se mais um par de minutos. Forno pré aquecido, papel vegetal num tabuleiro e toca a espalhar linhas de massa com a devida separação para que não se peguem quando crescerem. 10 minutos a 180graus e já está.

Mesmo boas!!! Agora faço todas as semanas e é o snack perfeito quando me apetece algo doce.

Dicas:

– Quem não tem cão caça com gato: na ausência de um saco de pasteleiro, usei um saco de congelação cortado na ponta. Com uma colher de chá também se consegue o objectivo.

– Coze mesmo em 10 minutos, por isso é melhor ter preparado com antecedência o sitio onde as vamos pôr a arrefecer, de preferência plano e sem estarem sobrepostas: por exemplo numa grelha.

– Quando começarem a estar coradas dos lados é porque já estão prontas.

– O ideal é ter vários tabuleiros com papel vegetal já prontos à espera de entrar para o forno. O processo requer agilidade e rapidez para que nao se queime e se aproveite o calor do forno.

Espero que tentem fazer em casa, são mesmo fáceis e ficam deliciosas.

3 opiniões sobre “Línguas de Veado – “desejos” de grávida

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s