Serralves

Ainda não temos creche para o Tom, custa-me pensar no nosso afastamento e ando a procrastinar a decisão. Também não sei o que vai acontecer neste ano lectivo, não faço ideia que rumo terá a tão temida crise económica, e o desenrolar desta pandemia é completamente imprevisível. E assim estou eu, a começar Setembro cheia de dúvidas e incertezas, mas de alguma forma também me sinto tranquila e com a ansiedade nos mínimos.

Será o efeito da chegada aos 40?! 😝

Hoje escrevo sobre o meu 40° aniversário, sobre um dia muito bem passado em família, num sítio escolhido a dedo para a ocasião. Fica no Porto, cidade que ganhou nesta última viagem o estatuto de ‘cidade preferida’ (uma das). Quase que me atrevia a dizer que é mais bonita do que Lisboa… mas naaaa, não tenho coragem.

Depois de um pequeno-almoço por ‘tuta e meia’ com três ou quatro pratos numa daquelas pastelarias do antigamente, seguido de um passeio pela cidade e um Gin-Tonic na Ribeira com o Douro a iluminar-me o dia, não podia pedir mais do que passar a tarde num dos espaços mais lindos de Portugal: SERRALVES!
Tinha tanta vontade de passar o meu dia de anos assim, no meio da natureza, no meio da arte, entre a beleza feita pelo homem e a perfeição daquelas árvores centenárias, naqueles caminhos bucólicos.

A Fundação Serralves foi criada em 1989 e dez anos depois criou-se o Museu de Arte Contemporânea, desenhado pelo arquiteto Siza Vieira.
Há quem chame a envolvência de jardins, mas na verdade é um parque com 18 hectares; um enorme espaço cheio de recantos apaixonantes, um lago, várias especies de pássaros, árvores e plantas.

Sempre aberto, (excepto nos dias 25 de Dezembro e 1 de Janeiro), também organizam visitas noturnas. O bilhete completo custa 20€ mas há descontos para estudantes, maiores de 65, grupos, etc. Os horários variam dependendo dos meses, mas todas estas informações são fáceis de encontrar  na página on-line da fundação.

Serralves é provavelmente o espaço cultural mais importante do Porto, totalmente dedicado à arte contemporânea. Neste momento tem uma exposição de Yoko Ono, chamada ‘O Jardim da Aprendizagem da Liberdade’, com 297 peças que mostram uma perspectiva filosófica e pacifista muito interessante. Mesmo com quase 90 anos Yoko Ono continua a ser uma provocadora, uma artista de vanguarda e confesso que apesar da arte contemporânea ser muitas vezes conceptual e não agradar a todos, essa característica irreverente e exuberante é o que mais me atrai.

Dentro do espaço do Museu há ainda um belo auditório, onde se pode assistir a obras de teatro, filmes e concertos; e uma biblioteca com um espaço multimedia, que tem a maior coleção de livros sobre arte contemporânea portuguesa e internacional, do norte do país.

Sinceramente, acho que vale muito a pena a visita. Não é fácil avaliar um museu de arte contemporânea, já estive em vários e não consigo dizer se há um melhor que o outro. A arte é uma expressão de sentimentos e cabe ao espectador apreciar e senti-la à sua própria maneira, muitas vezes sem necessidade de legendas ou interpretações. Visitar um espaço que nos faz pensar, que nos mostra uma visão diferente do mundo, que nos permite criar novos conceitos, é sempre recompensador.

Gostar ou não de um museu de arte contemporânea, depende muito das exposições do momento, se tem coleções permanentes, se dentro do contemporâneo tem obras dos grandes e mais conhecidos, como Dali e Basquiat, ou se tem obras de artistas recentes, ainda vivos, alternativos ou menos conhecidos.
Ou se, como Serralves, além do Museu tem todo um espaço natural que harmoniosamente completam e melhoram a visita.

Depois do Museu e do grande parque, a cereja no topo do bolo, foi a visita à Casa de Serralves. Considerada um exemplar único da arquitetura Art Déco em Portugal, é uma delicia aos olhos de uma apaixonada pelo vintage como eu.

A sua construção terminou em 1944, depois de 13 anos, e foi inicialmente propriedade do Conde de Vizela. Está muito bem conservada e tem aquele encanto digno de qualquer Great Gatsby.

É um espaço vazio, sem mobiliário, mas profundamente sedutor, com muita personalidade e carisma. Vejam a seguir as fotografias que mostram um bocadinho do que se pode ver em Serralves. Vale mesmo a pena!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s